©2019 by Pachamama Editora. Proudly created with Wix.com

A RECIPROCIDADE PELA PALAVRA

 

Literatura Indígena

Obras escritas por autoras e autores indígenas

A oralidade, por séculos, foi a forma de preservação das Culturas dos Povos Originários, mas, hoje, o registro é indispensável para que tais histórias não sejam esquecidas e/ou extintas. A participação de indígenas nas construções coletivas, voltadas para o livro, é um grande incentivo para a atuação cidadã.

 
 

Catálogo

Conheça todos os livros da Pachamama

Protagonizada por Mulheres e alinhada com o ideário de democratização da leitura e da escrita, a Pachamama Editora atua em parceria com autoras e autores.  Priorizamos temáticas que contemplem as Culturas Indígenas, em livros bilíngues, registrando os saberes e a História dos Povos Originários.

 
 

E-Books

Conheça nossos livros digitais

Os livros digitais abaixo são gratuitos, porém por limitações da nossa loja virtual para descarregar as publicações vocês devem incluir o cupom promocional "EBOOK PACHAMAMA" que dá 100% de desconto no valor associado aos E-Books. Qualquer dúvida, basta entrar em contato

 
 
bolivia-prepara-la-ley-de-la-madre-tierr

Editora Pachamama

Quem somos

Protagonizada por Mulheres e alinhada com o ideário de democratização da leitura e da escrita, a Pachamama Editora atua em parceria com autoras e autores.  Priorizamos temáticas que contemplem as Culturas Indígenas, em livros bilíngues, registrando os saberes e a História dos Povos Originários. Acolhemos questões relacionadas à Cultura Afro-brasileira, Diversidades, Direitos Humanos, Música, História, Sociedade e Política, bem como pesquisas acadêmicas e obras de cunho artístico e literário que estejam em harmonia com as nossas Linhas Editoriais. Investimos e acreditamos em autores indígenas e não-indígenas que tenham compromisso com as transformações necessárias para uma sociedade igualitária, atuante e democrática.

Acreditamos que a palavra escrita é afeto, um espaço de memória, um movimento que se propaga.

 

Serviços

A Pachamama Editora apresenta um modelo de publicação diferenciado, optando pelo contato e diálogo com seus autores como fundamento da sua metodologia de trabalho. Tendo proposta flexível e sustentável, atua em parceria com seus autores em todas as etapas de produção do livro.

 

Editoração

O processo de Editoração está alicerçado em três pilares norteadores: o diálogo e a parceria;  o zelo e a qualidade; a ética, a cordialidade e o profissionalismo ao longo de toda a caminhada de publicação.

Identidade visual

Os livros são contemplados com um projeto gráfico específico para cada obra. Tudo é pensado para que exista um diálogo entre o leitor e a obra, desde a capa até a escolha da fonte e detalhes específicos do miolo.

Serviço

Realizações de projetos culturais e outros eventos de lançamento, palestras e cursos de formação. Estratégia de divulgação dos autores e suas obras. Venda de livros no site da Pachamama Editora.

Aline-para-site-Pachamama-1_edited.jpg

Aline Rochedo

Idealizadora

Aline Rochedo Pachamama pertence ao povo Puri, seguindo a herança vinda de sua mãe. Historiadora, escritora e ilustradora. Doutora em História Cultural pela UFRRJ. Mestre em História Social pela Uff, Idealizadora da Pachamama Editora, (editora formada por mulheres). Participa dos Movimentos dos Povos Originários, elabora e executa ações em prol da valorização e preservação de Línguas dos Povos Originários, bem como divulgação de suas Culturas a partir da História Oral, principalmente, de mulheres. Desenvolve atividades voltadas para crianças indígenas e não indígenas e para professores indígenas e não indígenas.


“Saudações Abya Yala! A história está na terra e no coração da criança.” Aline R. Pachamama

 

Literatura indígena bilíngue

O registro da transmissão dos saberes ameríndios, em especial, o idioma, marca a presença de uma etnia e sua história. A Editora Pachamama objetiva publicar livros indígenas bilíngues, de autores indígenas, que registrem a História Ancestral e do Tempo Presente dos Povos Originários.

Acreditamos que a palavra escrita é diálogo, um espaço de memória, um movimento que se propaga.  Apresentaremos, nas narrativas dos livros, além do idioma, especificidades a exemplo dos costumes, medicina, espiritualidades, danças, músicas, dentre outros elementos culturais. As publicações evidenciam a presença indígena na sociedade e valorizam autores indígenas.

Com o diferencial de publicação de livros bilíngues, defendemos o Idioma como Patrimônio Imaterial dos Povos Originários. Representa uma produção simbólica, carregada de diferentes valores e capaz de expressar as experiências sociais indígenas, seus costumes e existência.  

A importância de conservar o que consideramos parte de um Patrimônio está no fato de que se constitui registro material da cultura, da expressão  artística, da forma de pensar e sentir das comunidades indígenas, que vêm sendo aniquiladas ao longo de nossa História.


Ressaltamos ainda que, com a implantação da lei 11.645/08, o ensino de Culturas e Literaturas Africanas, Afro-brasileiras e indígenas tornou-se obrigatório nas redes públicas e privadas de todo o território nacional. Ainda é precária e lacunar a sistematização de tais saberes indígenas, principalmente, no que diz respeito aos dados sobre as Línguas Indígenas, disponibilizados às escolas, universidades e demais instituições. 

A oralidade, por séculos, foi a forma de preservação das Culturas dos Povos Originários, mas, hoje, o registro é indispensável para que tais histórias não sejam esquecidas e/ou extintas. Disponibilizar o acesso aos bens do patrimônio cultural e de memória dos povos originários brasileiros é de grande importância como legado às futuras gerações. A participação de indígenas nas construções coletivas, voltadas para o livro, é um grande incentivo para a atuação cidadã.


A palavra que se desdobra a partir de quem lê deve estimular o nosso compromisso com as transformações necessárias para uma sociedade igualitária e democrática. O livro, para além de sua função de registro, é lugar de memória, afetividade e existência do indígena brasileiro. Schuteh  Boace Tapera!

 

Envie uma mensagem

Rio de Janeiro, RJ, Brasil

Tel: (11) 3456-7890